• Belemitas

De dentro para fora



Escrevi esse devocional quando eu estava viajando e me deparei com uma situação que me levou a refletir sobre a minha vida com Deus. O impressionante é que, mesmo um dia tendo 24h, não pude dedicar 1 minuto a Ele, esperei me desligar da minha rotina, do meu trabalho, da minha faculdade, dos meus amigos e família, para ter um momento de intimidade com Deus, meditando na palavra e ouvindo meus hinos. Muitas lembranças e experiências passaram pela minha cabeça e que eu poderia escrever aqui, mas eu não estaria transmitindo o que estou sentindo nesse momento. Um sentimento que arde em meu coração arrependido e de querer sentir mais o verdadeiro amor, de querer chorar e pedir perdão. Mas Cristo, o pão da vida, alimenta minh'alma e me ajuda quando faltam forças no meu caminhar, assim como está escrito em João 6:35:


"Então Jesus declarou: ‘Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede.’"

Desfazer-se de "coisas" que gostamos é difícil. O que dirá, então, dizer não às tantas tentações que existem no mundo? Vícios, poderes, dinheiro... Não é fácil, mas creio que Deus conhece um coração arrependido que não se conforma com as "coisas" que existem no mundo. Ele enxerga o que somos no escuro e conhece o que escondemos no fundo de nossos corações. Mesmo assim, Ele nos ama. Todas essas "coisas" as quais nos apegamos se tornam supérfluas quando percebemos que Ele é tudo o que precisamos. Ele é o pão da vida. Ele é o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Ele é o alfa e ômega, o princípio e o fim, o que Cristo oferece, Ele é.


Tenho sobre mim a responsabilidade do Ide[1], mas antes de cumprir esse chamado, devo me lembrar que tudo começa "de dentro para fora". Se eu quero ensinar algo relevante a alguém, primeiro eu preciso aprender a ser um cristão relevante.


A nossa vida com Deus é de constante aprendizagem. Passamos por diversas situações, e para enfrentá-las, precisamos buscar forças em quem nos oferece a força - Aquele que venceu o maligno, brilha sobre toda a escuridão e, ilumina nossas mentes com a sua vontade.


[1] (Marcos 16.15: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura)