• Belemitas

O que somos?



Profundas águas inquietas, de temperatura baixíssima. Um barco indefeso e alvo do golpe de ondas revoltas e imensas. Dentro dele, doze homens lutavam contra um forte vento. De tanto remar, já haviam esgotado todas as suas forças, porque todas as tentativas eram vãs. Seus esforços perdiam para a fúria da natureza.


A pouca distância dali, observando o caos provocado pela tempestade que atacava o barco e causava o desespero daqueles homens, Jesus andava sobre as águas.

Os discípulos, ao observarem aquela silhueta que caminhava suspensa sobre a água, gritaram apavorados.


Ao ouvir os gritos de medo, disse: "Coragem! Sou eu! Não tenham medo!". Um deles, ouvindo-o, falou: "Se é o senhor mesmo, mande que eu vá andando em cima da água até onde o senhor está.". E Jesus respondendo, disse: "Venha!".


Pedro escolheu “se parecer com Jesus” e andar sobre as águas, mesmo numa situação de dificuldade e tempestade. Assim, nesse cenário desafiador, de tempos mais frios e chuvosos, precisamos ter Jesus como nossa referência mais notória (ainda que venha a aparentar ser um fantasma) e imitarmos seus passos. Sim, é possível transmitir a mensagem do Reino de Deus, mesmo em meio a tempestade. Muitas vezes, isso envolverá sair de nossas zonas de conforto e pisarmos na desconhecida superfície das águas do oceano. Mas, quando fazemos isso, passamos a mais bela visão dEle através da nossa imagem e, por meio desta atitude, outras pessoas glorificarão a Deus. Nosso principal objetivo é que tudo o que fizermos lembre Jesus e, assim, procuremos viver em perfeição, como Ele próprio nos orientou: “Sede vós perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está no céu”. Mt. 5:48.


Referências:

Jo 6:16-21; Mt 14:22-32; Mt 5:16