• Belemitas

Salvos pela fé: graça e amor incomparáveis

Atualizado: 12 de Abr de 2018



"Nós somos judeus por natureza, e não pecadores dentre os gentios. Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor. Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde." Gálatas 2. 15-21


Nós sabemos que todos são aceitos por Deus somente pela fé em Jesus e não por fazer o que a lei manda. Nós fomos mortos com Cristo na Cruz. Se o efeito da lei predomina sobre a graça de Deus, de que adiantou a entrega de Cristo? Se assim não fosse, seríamos como os fariseus que simplesmente seguiam as leis de Deus e não aceitavam a mensagem de misericórdia, graça; não seríamos adoradores que, à medida que louvam ao Senhor, aprendem Seus justos ensinamentos (v. Salmos 119.7).


Jéter Guedes de Almeida afirmou: "Deus tem nos levado a entender que estamos vivendo no tempo onde mais o evangelho está sendo propagado, mas também onde há mais incredulidade. Porque o evangelho majoritariamente vivido não provém do grande amor que levou Cristo a entregar-Se por nós, mas sim direcionado ao nosso conforto efêmero. A Bíblia diz que no grande dia, muitos vão dizer: "Senhor, eu preguei em Teu nome, curei, profetizei e fiz milagres." E Ele dirá claramente: "Afastem-se de mim, vocês que só fazem o mal!" [Mateus 7. 21-23]. Realmente, os sinais que estas pessoas terão feito serão reais e nós não temos poder para os mesmos, mas aniquilando a graça, não é pelo poder de Cristo que os reproduzimos, mas pelo poder oposto. Assim sendo, os mesmos tornam-se ilegítimos. Da mesma maneira, quando estamos faltosos da essência de Cristo, somos totalmente incrédulos, vazios, fariseus, e nossas atitudes destinam-se a seguir leis por meio deste modo: eu as sigo e sou perfeito por segui-las, ou seja, o que os impulsiona à isso não são escrúpulos morais, mas está direcionado à nós e não demonstramos sincero amor à Ele, porque nos limitamos à buscá-lo, e consequentemente, não O conhecemos. E, a partir disso, o foco está desviado ao nosso benefício. "Para Deus importa que nos acheguemos aos necessitados e, por meio da fé, profetizamos: ‘Em nome de Jesus, você está curado. E a pessoa é curada.". [1]


Portanto, "Aquele que oferece o sacrifício de louvor me glorificará; e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus." (Salmos 50. 23).


[1] ESQUEÇA SEUS PRÓPRIOS INTERESSES - PR. JETER. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=DeKL1GiqNpQ>. Acesso em: 06 abril 2018.